Business – Como lidar com os conflitos de gerações na sua empresa?

Apesar do conflito entre autores para delimitar ao certo a faixa etária das gerações X,Y e Z, as características que as definem (de forma generalizada), já nos ajudam a analisar em cada contexto histórico, econômico e cultural, suas opiniões comuns e preferências. Nos baseando nisso, façamos os seguintes questionamentos: qual é a diferença do pensamento de cada uma delas quanto às expectativas e necessidades no mercado de trabalho? Como lidar com os comportamentos distintos na hora de executar os processos na empresa? Confira

GERAÇÃO X (1960 – 1970)

As pessoas pertencentes a esse grupo viram as novidades surgirem em seus escritórios: computador, impressora, e-mail, internet e outros. De modo geral, são mais ousados que a geração anterior, principalmente por  colocarem em jogo suas ideias. Costumam ser mais analíticos, desempenhar suas funções de forma linear e se dedicar bastante ao trabalho. Associam remunerações mais altas à quantidade de tempo que trabalha.

GERAÇÃO Y (1970 – 1990)

Essa geração que cresceu e vem se desenvolvendo juntamente com as tecnologias, teve benefícios que a anterior não teve durante sua infância dentro da cultura digital. TV a cabo, internet e videogames, por exemplo, fizeram com que adquirissem características como ser multitarefas, ambiciosos e ansiosos. Possuem um perfil questionador, inovador e imediatista. Apesar de mais despojados, não deixam de ter comprometimento e desejar sucesso no âmbito profissional.

GERAÇÃO Z (1990 – 2010)

Esse pessoal tem a tecnologia quase como uma extensão de sua personalidade. São dinâmicos e estão acostumados com um grande volume de informações em tempo real. O pensamento é pouco linear e funciona quase como um navegador com várias abas abertas. Trabalham com uma grande quantidade de conteúdo e possuem um perfil mais acelerado e exigente.

Descubra mais sobre o que o jovem deseja no ambiente de trabalho

E COMO ESTABELECER UM BOM CONVÍVIO ENTRE TODAS AS GERAÇÕES?

1- Abertura para mudanças

Qualquer que seja a faixa etária é importante que o profissional, hoje, esteja aberto a mudanças. É essencial ter noção das modificações que ocorrem no mundo o tempo todo, seja quanto às novas tecnologias, formas de aprendizado ou processos da empresa. A partir disso, é necessário estar disposto a aceitar novos desafios no trabalho.

2- Troca de conhecimento

Todo mundo tem algo pra ensinar. Então, é legal que exista receptividade para aprender com o outro e trocar conhecimento. Pode dar um resultado muito legal a união das novas ideias do estagiário da geração Z com o conhecimento de mais tempo de empresa da geração X.

3- Incentivo à receptividade de novas ideias

O principal ponto de equilíbrio entre as gerações no ambiente de empresas é a receptividade de cada um para novas ideias. As gerações mais novas tendem a serem mais criativas e questionadoras, provavelmente trarão soluções diferentes para sua empresa. É importante que todos tenham voz no ambiente de trabalho.