mala de viagem

Vou fazer um Intercâmbio na Pandemia, é seguro?

Neste cenário atual, é seguro viajar? Com tudo que envolve o novo coronavírus (COVID-19), surge essa dúvida, qual a frequência de limpeza dos aviões, que testes preciso realizar antes da viagem, e para onde podemos ir agora ?

Para ajudá-lo, listamos as principais dúvidas dos passageiros sobre a segurança de viajar durante a pandemia, e como reduzir o risco de contaminação durante a viagem.

Viajar de avião, é seguro?


Esta é uma das dúvidas mais frequentes dos viajantes, e as linhas áreas tomaram medidas pontuais antes de retomarem os voos. Durante a pandemia, o maior medo em uma viagem de avião é sobre a circulação de oxigênio dentro do mesmo. Muitas companhias aéreas usam filtros de ar com a tecnologia HEPA – High Efficiency Particulate Air, em português quer dizer partículas de ar de alta eficiência. São filtros extremamente eficazes porque chegam a filtrar 99,9% das impurezas e eliminam com muita eficiência ácaros, bactérias e vírus do ar que respiramos.


Além do uso de máscaras obrigatório durante o voo, veja os cuidados em relação a como viajar de avião na pandemia:

  • Serviço de bordo reduzido: comer no avião é um dos fatores que mais aumentam as chances de proliferação de vírus e bactérias e, por isso, o serviço de bordo foi alterado pelas linhas aéreas. Um exemplo é a GOL, que está servindo água apenas aos viajantes que solicitarem e entregando os snacks somente no final do voo;
  • Assento do meio livre: sempre que possível, as companhias aéreas devem evitar lotar os voos e tentar manter as poltronas do meio livres (confira se a sua companhia aérea está adotando esta medida);
  • Higiene redobrada: cabines, corredores e banheiros são higienizados com maior frequência;
  • Controle sanitário antes do embarque: o tempo de antecedência para chegada no aeroporto é maior agora – a recomendação é chegar duas horas antes para voos nacionais e quatro horas para voos internacionais;
  • Novas regras de embarque e desembarque: cada companhia aérea tem suas orientações para evitar aglomerações enquanto passageiros embarcam e desembarcam;
  • Check-in: deve ser online.

Medidas a serem tomadas antes do intercâmbio


Como mencionado acima, temos medidas a serem tomadas durante o voo, mas antes da realização do intercâmbio, temos algumas medidas a serem tomadas, como organização internacional, estamos atentos e extremamente cautelosos com a situação. Para realizar os programas de intercâmbio da AIESEC , os intercambistas agora precisam apresentar o teste de PCR negativo para COVID-19, realizado 72 horas antes da viagem. É importante também, estar atento às restrições de entrada e requisitos de quarentena.

É possível ter uma experiência internacional sem sair de casa?

Pelo programa Lar Global da AIESEC você pode viver uma experiência de aprendizado multicultural ao se voluntariar para receber um intercambista por 6 a 12 semanas. É sua chance de colocar em prática uma língua estrangeira, viver novas experiências e trocas culturais, criar conexões internacionais e, principalmente, viver a diversidade!

Confira no vídeo o relato de um de nossos participantes!


8 Dicas de cuidado pessoal para prevenir o COVID-19

Vale ressaltar, que a melhor pessoa para cuidar de você é você mesmo, veja abaixo 8 dicas para evitar a propagação do vírus

  1. O vírus entra no organismo pelos olhos, nariz e boca, por isso é fundamental o distanciamento social, lavar bem as mãos e o uso de máscaras.
  2. É de extrema importância evitar os abraços, mas não a demonstração de carinho com os olhos e outras formas de expressão. Seja criativo para demonstrar afeto. Mesmo de máscara, o olhar demonstra quando sorrimos.
  3. O distanciamento e o isolamento social são provisórios e necessários para reduzir a propagação do vírus. Mantenha distância mínima de um metro e meio entre pessoas em lugares públicos e de convívio social, sempre usando máscaras.
  4. Lave as mãos várias vezes ao dia e o uso do álcool gel é para sujeiras não visíveis. Lave antes e depois de ir ao banheiro, quando for manusear alimentos, quando tocar em algo, quando sair e voltar de casa. Procedimentos que devem ser habituais e não só para este momento.
  5. Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço descartável ou com a parte interna do cotovelo.
  6. Não tocar olhos, nariz, boca ou máscara de proteção facial com as mãos não higienizadas. Se tocar olhos, nariz, boca ou a máscara, higienize novamente as mãos.
  7. Se estiver doente, evite contato próximo com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, busque orientação pelos canais online disponibilizados pelo SUS ou atendimento nos serviços de saúde e siga as recomendações do profissional de saúde.
  8. Estimule familiares, amigos e colegas de trabalho sobre a importância do uso de máscara e da higienização das mãos na prevenção da disseminação do vírus causador da Covid-19.

Por Guilherme Junior

Veja mais em: https://aiesec.org.br/blog-aiesec/