Cultura empresarial: entenda o que é e qual a sua importância

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Os seus colaboradores conhecem os hábitos e os valores da empresa? Se a resposta for não, você precisa construir uma cultura empresarial para informar e guiar a conduta de toda a equipe. Uma cultura organizacional sólida permite um ambiente corporativo harmônico, com funcionários engajados e cientes do impacto que suas ações têm nos resultados da corporação.

Mas afinal, como implementar isso na sua empresa? A seguir, você conhecerá todas as vantagens de ter uma cultura organizacional forte e como colocá-la em prática. Boa leitura!

O que é cultura empresarial?

Em linhas gerais, a cultura empresarial é a essência da corporação! Também conhecida como cultura organizacional, ela é um conjunto de princípios que representam a identidade da empresa. Todo tipo de comportamento conta: hábitos, valores éticos e morais, linguagem, crenças, dentre outros.

Você consegue imaginar uma pessoa vegana sendo gerente de uma churrascaria, por exemplo? Quando o colaborador e a empresa têm convicções distintas, dificilmente trabalharão juntos em prol do mesmo resultado. A princípio, a cultura de uma empresa se forma com base nos valores do fundador. Por isso, a liderança tem papel fundamental na consolidação da estratégia.

A cultura empresarial tem quantos níveis?

Assim como uma cebola, a cultura empresarial tem vários níveis. A camada de fora é visível, enquanto o centro é mais difícil de enxergar, mas pode ser sentido ou percebido. Abaixo, entenda melhor os três níveis da cultura organizacional:

  • 1º nível = artefatos — é a camada de fora da cebola, ou seja, os elementos visíveis. Aqui estão inseridos os produtos da empresa, a estrutura hierárquica, o padrão de formalidade e, até mesmo, a mobília, como pufes, mesas etc.;

  • 2º nível = valores compartilhados — não são tão visíveis quanto os artefatos, mas ainda é possível percebê-los, inclusive por meio de pesquisas. Esse elemento está ligado às normas e às filosofias da empresa, como atitudes e comportamentos aceitáveis;

  • 3º nível = pressupostos — são as crenças que estão incrustadas no núcleo da organização. Os elementos intrínsecos não podem ser vistos e dificilmente serão mudados.

Quais são seus benefícios?

As vantagens são incontáveis, afinal de contas, uma cultura organizacional consolidada proporciona um melhor ambiente de trabalho, e isso pode potencializar os resultados da empresa. Entre os benefícios, podemos destacar:

  • engajamento dos colaboradores — se você se identifica e acredita nas causas da sua empresa, trabalhará arduamente para alcançar os resultados esperados;

  • aumento da produtividade — funcionários felizes e engajados produzem mais e melhor;

  • diminuição da rotatividade — a empresa passa a contratar apenas profissionais que compartilham das mesmas ideias. Por isso, é possível que os colaboradores recrutados permaneçam mais tempo dentro da empresa;

  • trabalhadores satisfeitos — o colaborador fica mais feliz ao trabalhar em uma empresa com a qual compartilha os mesmos valores.

Como construir uma cultura organizacional na sua empresa?

O primeiro passo é definir missão, visão e valores. Isso é importante para delimitar objetivos claros e orientar o caminho que a empresa precisa trilhar. Mas atenção: o planejamento não deve ficar apenas no papel! As ideias devem ser colocadas em prática, difundidas entre os funcionários e lembradas com frequência em reuniões e eventos corporativos.

Aliás, é bom ressaltar que o fator cultura organizacional deve ser considerado ainda no recrutamento. A questão principal é que a empresa precisa atrair colaboradores que sintam orgulho em desempenhar o trabalho.

Para isso, é preciso que a organização valorize o capital humano, seja transparente e tenha valores bem claros. Só assim será possível manter um ambiente saudável e com profissionais empenhados no desenvolvimento da organização.

Portanto, logo na entrada do funcionário na empresa, é relevante abordar o tema ainda no treinamento. Tudo isso para que o colaborador fique alinhado com todas as diretrizes da companhia e entenda que o tópico é fundamental para a corporação. Mesmo assim, é pertinente acompanhar o desempenho dos trabalhadores individualmente e dar feedbacks positivos e negativos.

Uma cultura empresarial forte é o pilar para o bom funcionamento de qualquer empresa. Com valores claros e compartilhados, é possível conquistar um ambiente de trabalho harmonioso, objetivo e muito mais produtivo. Crie uma cultura organizacional na sua empresa e veja os benefícios na prática!

Gostou do conteúdo? Siga-nos no Facebook e no LinkedIn e não perca nossas atualizações!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *