Internacionalização de empresas: como expandir sem perder o foco

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A expansão de uma empresa para o exterior pode assustar, principalmente devido às dúvidas sobre as regras do jogo e, claro, o mercado. Por isso, ter uma boa gestão internacional é indispensável.

No entanto, o processo de internacionalização de empresas não é simples e, para fazê-lo, é importante ter o cuidado de não perder o foco e os objetivos do negócio.

Para entender esse método moderno de integração econômica, comercial e cultural, é preciso ter uma ampla visão do conceito das trocas mundiais. E é isso que você vai aprender neste artigo. Confira!

O que é a internacionalização de empresas?

A internacionalização compreende desde a importação e exportação de serviços e produtos até a produção no mercado externo. Trata-se da integração com os mercados além dos domínios territoriais.

São diversos passos para encaminhar esse processo. O ideal é que os gestores consigam o maior número possível de informações a respeito dos mercados potenciais, além de conhecerem os principais concorrentes e suas estratégias de atuação.

Ou seja, é importante saber como o produto ou o serviço que a empresa comercializa é consumido nos países e examinar as barreiras tarifárias e não tarifárias que são impostas. Depois, recomenda-se estabelecer um bom plano de ação a fim de explorar todas as oportunidades identificadas.

Quais as vantagens em termos de mercado?

Quando realizado de forma profissional, avaliando todas as ameaças do ambiente de negócios e suas possibilidades, o processo de internacionalização oferece inúmeras vantagens. Veja algumas delas:

  • expansão em um ambiente cada vez mais concorrido é uma forma de gerar mais oportunidades, fora das fronteiras de um mercado saturado;
  • o caminho da internacionalização exige maior desempenho da empresa, o que vai contribuir para aumentar a competitividade;
  • a rede de relacionamentos do negócio vai crescer, gerando novos contatos e também novos conhecimentos;
  • a diversificação de mercados aumenta a procura, possibilitando um incremento do volume de vendas;
  • a redução nos custos de aquisição de produtos ou serviços garante qualidade ainda maior do que está sendo oferecido;
  • maior divulgação é sinônimo de maior reputação interna e externa da empresa.

Quais os principais desafios durante o processo?

Quando se trata do mercado brasileiro, sabe-se que ainda há muito a evoluir e que o caminho, portanto, é longo. Os desafios são muitos, mas eles podem ser superados com profissionalismo e amadurecimento das práticas. Veja algumas questões que podem surgir:

  • tempo: a internacionalização precisa ser pensada a longo prazo. É necessário ter uma estrutura e se planejar para não ter retorno imediato;
  • dólar: empresas que se movimentam em função da variação cambial não são bem vistas pelo mercado. Logo, o procedimento deve ser baseado em relações de confiança e deve se pautar nas metas e nos objetivos do negócio;
  • pessoas: contratar profissionais com as devidas competências continua sendo um desafio, já que se trata de uma área em evolução;
  • distribuição: estabelecer uma rede logística em um país pode ser desafiador, por isso, é essencial fechar parcerias com os principais players a fim de conseguir um canal de distribuição adequado;
  • planejamento: algumas variáveis como capacidade competitiva, análise de mercado e alianças estratégicas só poderão ser sanadas quando um bom planejamento as contempla.

Os desafios para a internacionalização de empresas certamente são muito grandes, porém, as recompensas tanto para o mercado quanto para a sociedade são enormes. Desse modo, principalmente em países em desenvolvimento, é necessário levar a sério cada etapa da implantação, com o intuito de evoluir de forma qualitativa nas práticas e nas análises.

Agora que você entende melhor sobre internacionalização de empresas, entre em contato conosco e conheça nossos serviços!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *