Saiba o papel do RH no desenvolvimento de liderança nas equipes

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A liderança tem um importante papel dentro da empresa. Ela indica o melhor caminho a ser seguido, estabelece metas desafiadoras e estimula todo o time de trabalho. Porém, para que existam ótimos líderes, é necessário pensar no desenvolvimento de liderança.

Para tanto, é preciso contar com o RH. Esse setor é responsável por integrar mecanismos que permitam a identificação, desenvolvimento e integração de novos líderes ao ambiente de trabalho. Em vista disso, o setor de gestão de pessoas é crucial para forjar a liderança.

Nos tópicos seguintes, vamos nos aprofundar no assunto, discutindo a importância da liderança e apresentando dicas de como desenvolver e recompensar líderes. Boa leitura!

Qual a importância da liderança nas empresas?

Dentro das empresas, geralmente, o líder é o profissional que ocupa um cargo superior e é responsável pelos resultados de determinada equipe. Ele precisa ter certas competências, como “tato” para lidar com o pessoal, com ânimo, resiliência e prontidão para entregar resultados.

O líder é realmente importante? Sim, muito. Em princípio, é ele que indica a direção a ser seguida e mantém todo o time alinhado. Do contrário, os liderados poderiam atuar de maneira desordenada, atrapalhando-se mutuamente e prejudicando a empresa.

Outa questão é que o líder é o primeiro a abraçar a cultura organizacional, vestindo a “camisa” do empreendimento. Depois, ele consegue transmitir isso para seus colaboradores, fazendo com que todos se comprometam com os valores da empresa e trabalhem com alinhamento.

Por fim, ele também está mais próximo do seu time e promove a verdadeira gestão de pessoas. Ele decide quem deve entrar ou sair do time, assim como quem deve ser treinado ou realocado. Logo, o líder tem um papel importante para que a gestão de pessoas funcione.

Como o RH pode desenvolver a liderança?

Como explicado, o RH é o principal responsável pelo desenvolvimento de liderança. Ele deve integrar mecanismos que permitam a identificação e desenvolvimento de líderes. Veja alguns nos próximos tópicos!

Identifique o perfil comportamental

Primeiro, a liderança diz respeito ao comportamento. Não é só sobre a formação acadêmica (por exemplo, administração) ou sua experiência em determinada área, mas sim sobre seu comportamento no dia a dia e seu perfil para lidar com as pessoas.

Existem diferentes perfis comportamentais. O método DISC identifica quatro deles: dominância, influência, estabilidade e cautela, que estão presentes em maior ou menor grau nas pessoas. O perfil ideal pode variar, de acordo com o objetivo da empresa e filosofia de trabalho.

Para o cargo de engenheiro de segurança, por exemplo, é importante que o líder tenha o perfil cauteloso, que busca eficiência, altos padrões de trabalho e precisão. Para outros cargos, é natural que se busque outros perfis. Logo, cabe ao RH identificar o perfil comportamental ideal.

Estruture um programa de desenvolvimento de líderes

Imagine um atleta de alta performance, como um corredor de elite. Ele precisa treinar de maneira recorrente, quase todo dia, para que possa estar afiado nas competições e superar seus rivais. De igual modo, é preciso refinar constantemente a liderança da empresa.

Nesse sentido, o programa de desenvolvimento é de grande ajuda. Ele começa a preparar os profissionais mesmo antes que ocupem o cargo de liderança, forjando-os para assumir a função de líder no futuro. Em algumas empresas, esse treinamento inicial dura 3 ou 4 anos.

Mesmo os líderes mais experientes costumam participar de programas de desenvolvimento, pois precisam se reciclar continuamente e adquirir novas competências. Por esse motivo, é importante que o RH estruture um programa profundo, atualizado e de alta qualidade.

Melhore a comunicação interna empresarial

Para desenvolver líderes, outro ponto importante é melhorar a comunicação interna. A principal ferramenta de um líder não é seu poder posicional ou capacidade de coação, mas sua habilidade de se comunicar bem com o time e motivar.

A questão é que, para se comunicar bem, não basta interesse e uma boa oratória. É preciso de canais de comunicação que facilitem a conexão entre o emissor e o receptor de certa mensagem. Esses canais, por vezes, são escassos ou pouco utilizados dentro das empresas.

Portanto, cabe ao RH integrar canais que facilitem a comunicação e possibilitem o desenvolvimento mútuo, inclusive do líder. Aplicativos mobile, softwares especializados, redes sociais corporativas e murais de recados são exemplos, mas existem muitos outros.

Mensure os resultados que foram alcançados

Também é papel do RH mensurar os resultados dos lideres, avaliando se estão ou não entregando os resultados devidos — e a partir daí, decidir o melhor a ser feito, como treinar, promover ou demitir um líder. Logo, mensurar os resultados é uma atividade-chave.

Há muitas métricas e indicadores que refletem a qualidade de um líder, por exemplo, o número de metas alcançadas, a assiduidade no trabalho, o desempenho do seu time e o nível de satisfação dos seus subordinados. Em vista disso, é preciso estabelecer um conjunto de indicadores capazes de avaliar de forma justa os líderes e mensurar seus resultados — financeiros ou não. Ao fazer isso, haverá maiores chances de os líderes serem bem desenvolvidos e direcionados.

Como recompensar pelos resultados da liderança?

Por fim, é preciso destacar que o RH também precisa recompensar os melhores líderes, estimulando-os a entregar resultados cada vez melhores. Quando o líder trabalha muito e não enxerga um retorno devido da empresa, pode ficar desmotivado e deixar a empresa.

Há muitos tipos de recompensas, mas é interessante dividi-las em dois blocos: as financeiras (como bonificações ou participação nos lucros) e não financeiras (como viagens, prêmios tangíveis ou jantares). É interessante equilibrar os dois modelos de premiação.

Para definir a melhor recompensa, por sua vez, é importante considerar o orçamento da empresa, os interesses do líder (do que ele gosta?) e o nível de dificuldade da entrega. Do contrário, terá o risco de oferecer uma recompensa pouco ou nada estimulante.

Como pode observar, o RH tem um importante papel no desenvolvimento de liderança nas equipes. É sua responsabilidade identificar o perfil comportamental dos líderes, integrar programas de desenvolvimento, melhorar a comunicação, mensurar os resultados e premiar os líderes mais proeminentes. Como resultado, terá uma liderança forte, eficiente e eficaz.

Gostou do nosso artigo? Saiba que, para contar com futuros líderes, é preciso contratar os melhores talentos do mercado. Para ajudar você nesse tarefa, elaboramos um guia completo para o processo de contratação nas empresas. Confira!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *