O intercambista que mudou a vida de 300 crianças

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Estou muito animada para compartilhar essa história com vocês! É super inspiradora e, sem dúvida, vocês vão amar. A história de hoje é do Breno Bragança e de como ele conseguiu mudar a vida de 300 crianças. Quer saber como foi isso? É só continuar lendo. .

Antes de mais nada, deixa eu te apresentar o Breno. Ele tem 25 anos, estuda engenharia de produção no Espírito Santo e queria muito fazer um intercâmbio para se desafiar. Então, optou por fazer um voluntariado global (outras histórias aqui), já que ele se identificava com a proposta.

“Queria sair da minha zona de conforto, seria a minha primeira vez no exterior. Queria um país extremamente diferente, do qual eu não falasse a língua nativa”

Dessa forma, decidiu ir para o Quênia. Afinal, o grande objetivo dele era conseguir realizar um trabalho que realmente fosse relevante para a comunidade local e onde de fato ele pudesse se desenvolver.

Foi aí que em fevereiro de 2018 ele se mudou para o Quênia, onde foi ensinar matemática para crianças na 6ª série, às vezes 7ª e 8ª também, na Hanka Educacional Center, localizada na cidade de Nairóbi (não é La casa de Papel mas essa história causa impacto), 2ª maior favela do Quênia.

As crianças na escola com o Breno.

Logo ele percebeu que poderia fazer mais por essas crianças, afinal, a escola não tinha condições de fornecer o suporte necessário. Lá, eles atendiam mais de 300 crianças da comunidade em situação precária.

Breno viu a oportunidade de poder fazer algo mais por esses meninos além do projeto e realmente mudar a vida de 300 crianças. Assim, decidiu criar uma vakinha online (caso queiram saber mais, o link da vakinha tá aqui) com o intuito de arrecadar R$6.600,00 para fazer as reformas necessárias para ampliar o espaço. O objetivo da vakinha era dar o suporte financeiro para a construção de salas de aula e reformas das demais.

Um gesto incrível como esse precisa ser compartilhado várias vezes. E, claro, que eu iria trazer para vocês um história com um final feliz. Breno não só conseguiu juntar o valor para essas sala como ele quase triplicou o valor pedido. Com isso, além da construção das salas, ainda sobrou dinheiro suficiente para reformar os ambientes que mais precisavam.

E sim, ele ainda mantêm contato com a escola e ainda tem notícias de todos por lá. Por fim, gostaria de deixar vocês com essa foto tirada por Breno ainda em Niaróbi, para registrar que dá para compartilhar amor por uma tela de celular.

“Fui para o Quênia para ensinar matemática, mas uma das maiores certezas foi que eu aprendi muito mais do que ensinei. O que eu aprendi? Tanta coisa sobre educação, me virar, me conectar. “

É impressionante ver o quanto uma pequena ação pode impactar no futuro de tanta gente. No fim (que para aquelas crianças e suas famílias é só o começo), Breno conseguiu realizar o que queria quando decidiu se desafiar. Ele conseguiu mudar a vida das 300 crianças.

E você, qual o impacto que você quer deixar?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *