Jovem está trabalhando ensinando Português, no Peru

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Bem, a história de hoje vai ser contada pelo João Emanuel, de 25 anos e Recifense. Ele é formado em Licenciatura em Letras – Português e Espanhol e queria viver a experiencia de trabalhar fora. Ainda mais, ele é professor, então ele está trabalhando ensinando Português e está dividindo essa experiência conosco. Acompanhem!

Este é João, dono dessa história, vivendo a experiência no Mirador de Yanahuara e ao fundo o vulcão Misti.
Por que você decidiu fazer o programa Talento global pela AIESEC?

Eu decidi fazer o Talento global por que eu já desejava muito. Era um sonho antigo fazer um intercambio, apesar de já ter feito o Voluntariado global, pela AIESEC, em 2018. Eu realizei esse sonho. Mas eu queria muito fazer o intercambio profissional, era um sonho maior ainda. Tanto pela experiência de morar fora como, de trabalhar em uma empresa estrangeira. Porque eu acredito e muito que voltando a morar no Brasil meu currículo vai sim se destacar, entre os milhares e milhares de profissionais que já existem na minha área. Também gostaria muito de praticar o idioma, afinal eu estudei o espanhol. Minha formação acadêmica é no ensino da língua espanhola, assim como no ensino da língua portuguesa. Acredito que me faltava isso, praticar mais o idioma, então eu aproveitei a primeira oportunidade que surgiu para fazer o Talento global.

Por que você optou pelo Peru?

A época que fiz o processo seletivo para trabalhar aqui no Peru tinham outras oportunidades. Tinha para a Colômbia e para o México, mas o Peru o processo foi mais rápido. Era um país que queria conhecer e eu gosto da cultura, então eu decidi pelo Peru. Eu me inscrevi para a vaga e com uma semana eu já havia realizado todas as etapas para trabalhar aqui. Primeiramente, enviar o currículo, depois a entrevista via chat e também apresentar uma aula demonstrativa. Foi bem rápido. Com uma semana eu iniciei o processo e já tive a resposta do processo que estava apto para vir trabalhar no Peru.

Como está sendo sua experiência?

Minha experiência aqui em Arequipa está sendo incrível. Eu amo o meu trabalho. Também estou trabalhando na minha área, sou professor de português. Trabalho no Centro Cultural Peruano Brasileiro e tenho todas as ferramentas para desenvolver e crescer profissionalmente. Isso tem me deixado muito feliz. No Brasil, eu estava lecionando mais a língua espanhola e assim que vi que a vaga para lecionar português, percebi que encaixava perfeitamente no que faltava no meu currículo, que era ensinar português. Não tinha tido essa experiência ainda.

Para mim, está sendo uma experiência muito nova, mas maravilhosa. Por lecionar mais a língua espanhola, no Brasil, eu estava dominando a gramática normativa do espanhol e não estava dominando a gramática normativa da minha língua materna. E com esse trabalho, eu tenho desenvolvido isso muito bem. Agora estou estudando muito mais a MINHA língua materna, está sendo uma oportunidade única, além de está trabalhando fora do país.

O que você tirou de aprendizado dessa experiência?

Aconteceram coisas muito boas e muito ruins, mas na questão de vida pessoal mesmo, não tem muito haver com o intercambio ou o trabalho em si. A primeira coisa foi o falecimento da minha vó. Foi muito triste porque não tive como retornar ao Brasil pelos custos e não tive como me despedir, mas levo isso como aprendizado. Tive que lidar com a dor do luto, de estar distante e isso me fez mais forte. Tive todo o apoio aqui, tanto da gestora da instituição, como dos colegas de trabalho. Todos me deram muita força.

Aqui no Peru, já aconteceu também de ficar doente, na verdade uma alergia a uma picada de mosquito. Mas isso tudo tem me ajudado bastante, sinto que estou crescendo pessoalmente, estou mais independente, porque se estivesse no Brasil, minha família iria está comigo. Eu sou filho único e sou mimado por eles, rs. Em Arequipa, estou crescendo, cortei esse laço umbilical. Moro só, então faço de tudo, lavo roupa, comida, contas… Sinto que conquistei minha independência aqui, que no Brasil eu não tinha. Então, está sendo uma experiência incrível em todos os sentidos, na minha vida pessoal e profissional.

Bem como vocês puderam acompanhar na experiência do João, nas fotos acima, está trabalhando ensinando Português no Peru, mas vivenciando a experiência, criando laços e desenvolvendo a si mesmo. Não é incrível?

Mais histórias como essas você pode checar em outros post aqui no blog e se quiser olhar oportunidades de emprego, através do Talento global, click aqui.

Em suma, queria trazer para vocês mais uma experiência inspiradora com histórias reais como a do João que está trabalhando ensinando Português. Aproveitem e se joguem! Mas antes, me conta aqui, você está esperando o que para ter um emprego fora e complementar seu currículo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *