Quer abrir uma empresa em outros países? O que levar em consideração!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Quando se pensa em abrir uma empresa em outros países, muitos já planejam recorrer às economias dos Estados Unidos e do Canadá. Mas saiba que há outros mercados cujas condições para se fazer negócios melhoraram consideravelmente nos últimos anos.

É claro que expandir os negócios é sempre um desafio. Há questões relacionadas com a cultura, que é diferente da sua, e a própria legislação, que precisa ser estudada previamente. Mas, uma vez ultrapassadas essas barreiras, as vantagens são inúmeras.

Se está pensando em abrir empresa em outros países, contamos um pouco mais sobre algumas economias. Veja só!

Planejamento para abrir empresa em outros países

Há todo um processo de imersão na cultura do país onde esteja buscando fazer negócios. Em primeiro lugar, você precisa estar apto para adentrar, sempre que preciso, o novo país, o que inclui manter o visto ou qualquer outra forma de imigração em dia.

Lembre-se também de pesquisar sobre o custo de vida no novo país. Pode ser preciso fazer um planejamento financeiro, considerando um período para ter de volta o retorno de seu investimento. Procure, também, saber como funcionam os impostos e encargos no país para não ter surpresas desagradáveis.

Vantagens de fazer negócios no México

O México está na 65ª posição de país em que há maior facilidade de se abrir uma empresa, porque buscou melhorar o clima para negócios por meio de reformas em sua política.

Além de oferecer uma quantidade considerável de recursos naturais renováveis, o país tem 44,4 milhões de pessoas fazendo parte da população economicamente ativa.

Demora somente 6 dias para se abrir uma empresa lá, com pouca burocracia, e você tem a vantagem de que estará na fronteira com os Estados Unidos e com fácil acesso ao mercado europeu, já que o país tem acordos com a União Europeia.

Vantagens de fazer negócios na Colômbia

A Colômbia apresenta um cenário bastante favorável para a abertura de pequenas empresas e startups. O país é praticamente a segunda economia da América Latina, pois está ultrapassando o PIB da Argentina. Desde 2005, a Colômbia tem buscado melhorar o acesso aos sistemas de créditos e a transferência de propriedades.

Entre os setores que se destacam na Colômbia, temos o de cosméticos — com crescimento anual de quase 10% —, o de turismo — com crescimento anual de mais de 12% — e o de materiais para construção — impulsionado pelo crescimento de 12% da construção civil e pelo aumento de 5% na compra de materiais para construção nos últimos 5 anos.

Vantagens de fazer negócios na Índia

A maior dificuldade que a Índia pode significar é a diferença de cultura. Por isso, o indicado é ter cautela. Para começar, os consumidores indianos são muito exigentes e compram produtos cujas marcas tenham a ver com seus valores. Talvez seja preciso modificar seus produtos ou serviços ao gosto do freguês, isto é, ao modo indiano de pensar.

Ainda assim, estamos falando de um país com pessoas que se formaram nas melhores universidades do mundo — o que significa mão de obra especializada — e com uma população gigante, com mais de 1 bilhão de pessoas. A previsão para 2050 é de que a economia indiana empate com a dos Estados Unidos.

Uma das formas de se conseguir abrir uma empresa em outros países é incorporar ao seu quadro de funcionários intercambistas e estudantes estrangeiros, pois eles já conhecerão a língua, a cultura e podem até ter contatos importantes no país.

Quer saber mais sobre como colocar isso em prática? Entre em contato com a AIESEC!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *