Como fazer descrição de cargos? Descubra aqui!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Trabalhar com RH significa estar constantemente buscando maneiras de aperfeiçoar processos cruciais para a empresa, como os de recrutamento e seleção. Vários fatores influenciam no sucesso dessa tarefa e o conhecimento de como fazer descrição de cargos de forma adequada e eficiente está entre eles.

Documentar as necessidades de uma vaga é essencial para contratações cada vez mais acertadas. Além disso, o registro serve para orientar os colaboradores a respeito de suas atribuições dentro da organização.

Quer entender melhor como elaborar essa descrição? Continue a leitura e veja como fazer na prática. Confira!

O que é a descrição de cargos?

A descrição de cargos é a especificação, por escrito, das responsabilidades, requisitos, atribuições e rotinas de uma vaga anunciada. Entretanto, além de informar sobre as características do cargo aberto, esse item também carrega a identidade da empresa, com seus valores e visão.

Qual é a sua função?

Além de ser utilizada nos processos de recrutamento e seleção, a descrição de cargos também pode ser usada para auditorias — como no caso da ISO 9001 — e durante a avaliação de competências, auxiliando no mapeamento necessário para a análise.

Apesar de ser uma parte imprescindível para uma contratação bem-sucedida, por muitas vezes, a descrição de cargo tem seu valor negligenciado. Por isso, vale lembrar que a forma como a vaga é descrita influencia na percepção das pessoas, não somente sobre o cargo, mas também sobre a empresa contratante.

Atualmente, atrair e reter talentos da geração Y — também chamados de millennials — é um desafio constante. Saber como fazer descrição de cargos de maneira correta e atrativa tem papel fundamental nesse processo.

Sendo assim, a descrição deve ser elaborada de forma estratégica e considerar a cultura da organização, os meios de divulgação da vaga e o tipo de candidato pretendido. É primordial ressaltar que, geralmente, a descrição de cargos é o primeiro contato que uma pessoa tem com a sua marca.

Como é estruturada?

Existem algumas variações sobre como a descrição de cargos pode ser estruturada. No entanto, o formato mais utilizado inclui o título do cargo, sua função, as atividades e os requisitos necessários.

Independentemente do modelo escolhido, a descrição de cargos costuma contar com algumas características. Veja quais são elas!

Identificação

A identificação é o espaço dedicado ao nome do cargo. Essa é a primeira informação que o candidato verá ao se deparar com a vaga. Por isso, é essencial elaborar um título correto e objetivo.

O ideal é que, ao ler a identificação, a pessoa já tenha uma noção das funções do cargo. Por que chamar um garçom de especialista em logística de alimentos, por exemplo? O rebuscamento dos nomes dificulta a assimilação e você receberá inúmeros currículos inadequados ao cargo.

Sendo assim, seja descritivo e evite denominações vazias como assistente, assessor ou encarregado. Outro ponto importante é incluir no título o nível do cargo como trainee, júnior, pleno ou sênior.

Exemplos: design de games pleno e desenvolvedor mobile júnior.

Organograma

O organograma é um gráfico que representa a estrutura hierárquica de uma organização. Ao fazer uma descrição de cargos, é necessário indicar qual o posicionamento dele dentro da empresa.

Esse dado representa a importância da função. Quanto mais próximo o cargo estiver do diretor presidente, maior será a responsabilidade do profissional.

Missão

A missão é um resumo das atividades do cargo, que mostra a principal responsabilidade atribuída a ele. Também conhecida como descrição sumária, ela precisa responder a três perguntas básicas:

  • O quê?
  • Para quê?
  • Qual é a abrangência?

Se você preferir, pode pular essa etapa e fazer a descrição das atividades primeiro. Isso facilitará a elaboração da missão do cargo. Lembre-se, também, de usar uma linguagem adequada ao perfil profissional que você deseja atrair.

Exemplo: gerente de inovação.

Responsável por liderar a gestão da inovação junto às equipes de desenvolvimento de novos projetos da empresa para ajudar a organizar, traduzir e desenvolver atividades relacionadas aos desafios de nossos clientes.

Atividades

Enquanto a missão é um resumo das obrigações, o descritivo das atividades deve ser mais extenso. Afinal de contas, esse espaço serve para especificar as principais atribuições do cargo.

O ideal é escrever entre 6 e 10 parágrafos — ou tópicos — em que as frases comecem com verbos ativos e respondam aos seguintes questionamentos:

  • O que faz?
  • Como faz?
  • Por que faz?

Exemplo: analista SEO pleno.

  • fazer planejamento de SEO definindo estratégias para garantir boa posição da loja virtual nos buscadores;
  • otimizar aspectos de SEO on page e off page por meio de análises estruturais para melhorar ranqueamento;
  • identificar palavras-chave com SEMrush para serem utilizadas no processo de SEO;
  • desenvolver um padrão de otimização para o site com o objetivo de aumentar o potencial de conversão;
  • monitorar o posicionamento das páginas fazendo pesquisas nos buscadores para avaliar a performance;
  • acompanhar a performance por meio de métricas para gerar relatórios de desempenho.

Experiências

Aqui você precisa definir o tempo de experiência exigido para desempenhar as funções do cargo com eficiência. Nesse momento, você pode especificar o tipo de prática desejada e o período mínimo de vivência na ocupação.

Exemplo: gerente de mídias sociais.

Experiência desejável de 5 anos em startups do mercado de tecnologia.

Formação acadêmica

Esse é o momento para determinar o grau de instrução mínimo aceitável para exercer as atividades. Muitas vezes, um mesmo cargo pode ser ocupado por profissionais qualificados em cursos diferentes. Por isso, informe também as áreas de estudo preferenciais.

Exemplo: analista de user experience (UX) júnior.

Formação mínima: superior completo.

Formação desejável: pós-graduação.

Áreas de estudo: tecnologia da informação, arquitetura da informação e design de interface.

Competências

Esse campo deve ser preenchido com os conhecimentos, habilidades e atitudes desejáveis para o cargo. Quanto mais detalhada for essa descrição, mais fácil será criar critérios para avaliação.

Exemplo: growth hacker.

Conhecimentos: inglês fluente, marketing digital, Google Ads, LinkedIn Sales Navigator e testes A/B.

Habilidades: planejamento, mensuração de resultados e tomadas de decisão.

Atitudes: curiosidade, proatividade e comprometimento.

Treinamentos obrigatórios

Existem algumas funções que exigem treinamentos e certificações específicas, que não são conquistadas na formação acadêmica. Por isso, é essencial detalhar todas as capacitações indispensáveis para ocupar o cargo em questão.

Exemplo: analista de investimento.

CIIA — Certificado Internacional de Analista de Investimentos.

Apesar de todos os exemplos citados para facilitar o entendimento, vale lembrar que as descrições de cargos precisam ser personalizadas de acordo com a realidade da empresa. Afinal de contas, cada organização tem necessidades distintas e busca por profissionais que se encaixem no fit cultural delas. Por isso, não é possível copiar a descrição de cargos de outras instituições.

Como fazer descrição de cargos?

Existem diversos métodos para a realização da descrição de cargos, tendo cada um deles uma aplicação mais adequada para cada caso. Entre as principais formas de se fazer a descrição de cargos, destacam-se: observação, questionário e entrevista.

Observação

A observação é comumente utilizada para cargos que envolvem operações manuais ou mecânicas, com tarefas repetitivas. Por meio da observação, é possível entender melhor os objetivos de cada atividade realizada no cargo.

Questionário

Como o próprio nome sugere, nesse método um questionário é formulado para os colaboradores preencherem a respeito de seus cargos. Os benefícios desse recurso são a rapidez e economia, mas, algumas vezes, carece de informações mais precisas e detalhadas.

Entrevista

Essa tática é amplamente utilizada e consiste em fazer diversas perguntas diretamente para um colaborador que exerça o cargo em questão. As perguntas da entrevista devem ser direcionadas para cada ocupação. Esse método conta com a vantagem de fornecer dados precisos e confiáveis.

Saber como fazer descrição de cargos corretamente é essencial para realizar contratações certeiras. Afinal de contas, só é possível ter sucesso quando o processo de recrutamento atrair a atenção dos melhores talentos. Vale lembrar que o registro não pode ser estático, pois é necessário fazer atualizações frequentes para acompanhar as práticas do mercado.

Gostou do conteúdo? Então, deixe um comentário no post e compartilhe seus conhecimentos e dúvidas sobre como fazer descrição de cargos. Sua experiência vai enriquecer ainda mais a discussão sobre o assunto!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *