Líder multicultural: a importância de saber gerir diversas culturas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Liderar pessoas não é uma tarefa nada fácil. Quando a equipe é formada por vários membros com hábitos de vida diferentes o desafio é ainda maior. É aí que entra a importância do líder multicultural. Um gestor focado na diversidade consegue extrair o máximo de cada colaborador e incentiva a criatividade.

A globalização aproximou diversas sociedades e integrou mercados do mundo inteiro. Com isso, a convivência com pessoas de diversas nacionalidades e culturas no ambiente corporativo é cada vez mais comum e, inclusive, necessária. Afinal de contas, a multiculturalidade é benéfica para qualquer negócio.

Quer entender melhor como atua um líder multicultural e a importância da diversidade para as empresas? Continue a leitura e confira!

O que é um líder multicultural?

É um gestor que respeita as diferenças entre as culturas e aproveita os potenciais de cada colaborador para melhorar os resultados da empresa. Ou seja, um líder multicultural é focado na diversidade. Aliás, compreender e saber lidar com diversas culturas é uma das principais características de um bom líder.

Pense, por exemplo, em uma empresa que decide contratar um intercambista. Se dentro do próprio país já é possível perceber diferenças comportamentais significativas de uma região para outra, imagine então o choque cultural que seria receber um colaborador estrangeiro. Um líder multicultural sabe muito bem como lidar com essa situação e consegue usar essas diferenças culturais em prol da organização.

Qual é a importância de uma equipe multicultural?

Investir em multiculturalidade é uma das formas de trazer inovação para a empresa. As políticas de tolerância e boa convivência, criam ambientes de trabalho mais harmônicos e propícios para o desenvolvimento pessoal e profissional. Veja, a seguir, os principais benefícios de uma equipe multicultural.

Reúne colaboradores mais respeitosos

Conflitos no ambiente corporativo são comuns por diversos motivos: pessoas com personalidades diferentes, colaboradores desalinhados aos valores da empresa, falhas de comunicação, problemas com a cultura organizacional, gestão ineficiente etc.

No entanto, apesar de contar com vários funcionários com hábitos contrastantes, as empresas que privilegiam equipes multiculturais são mais harmônicas. Isso acontece porque a cultura de respeito às diferenças deixa o ambiente mais acolhedor e cooperativo.

Conviver com as diferenças exige uma certa flexibilidade das lideranças e dos próprios funcionários. Em razão disso, os colaboradores conseguem lidar com as divergências de ideias de maneira mais respeitosa e os desentendimentos são menos recorrentes.

Proporciona um ambiente de trabalho mais criativo

Pessoas com pensamentos iguais sempre vão apresentar soluções semelhantes para a mesma questão, não é mesmo? Por outro lado, a interação com colaboradores com valores diferentes traz a tona novas perspectivas de um mesmo problema. Isso instiga novos pensamentos e, assim, a criatividade aflora.

Garante entregas melhores para clientes e parceiros

Investir na diversidade é uma forma de garantir vantagem competitiva. A lógica é simples: equipes multiculturais tendem a apresentar melhores resultados para as empresas, pois trazem soluções inovadoras e, muitas vezes, mais eficientes.

Além disso, a diversidade contribui para criar representatividade no ambiente de trabalho, e isso ajuda a empresa a melhorar o entendimento sobre o público consumidor. As equipes multiculturais, inclusive, costumam ser mais tolerantes e sensíveis às dores do outro.

Dessa forma, é possível se conectar com o cliente com mais facilidade. Parceiros e consumidores vão perceber a mudança na melhoria da qualidade dos produtos e serviços.

Quais são os princípios de um líder multicultural?

O líder tem papel de destaque na formação de equipes multiculturais. Afinal de contas, ele será o responsável por promover o respeito às diferenças e incentivar o desenvolvimento de competências de colaboradores de diversas culturas. É um desafio! Adiante, você vai ver as atitudes que um bom líder multicultural precisa adotar.

Não ter preconceitos em relação às outras culturas

Você precisa se livrar de todo preconceito e do etnocentrismo. Ou seja, não dá para pensar que a sua cultura é mais importante que as demais. Lembre-se de que os colaboradores são reflexos do seu líder. Portanto, atitudes e comportamentos preconceituosos vão impactar na maneira de agir dos seus funcionários.

Adotar uma variedade de estilos de liderança

Os norte-americanos, geralmente, são pragmáticos, tomam decisões rápidas e privilegiam a produtividade. Já os alemães são mais cautelosos e pensam em todas as possibilidades antes de decidir por alguma coisa. Percebeu como os comportamentos deles são diferentes? Sendo assim, é necessário adotar estilos de liderança distintos para conseguir guiá-los.

Um bom líder multicultural precisa ser flexível com o objetivo de se adaptar a diferentes perfis de colaboradores. Portanto, não existe um estilo de liderança ideal nesse processo. O recomendado é mudar a metodologia de acordo com as necessidades.

Conseguir extrair o melhor de outras culturas

Respeitar as diferenças é uma necessidade. No entanto, dar liberdade demais pode deixar o ambiente de trabalho bagunçado e difícil de gerir. Por isso, é importante saber identificar as características culturais mais benéficas para empresa e explorar isso em cada colaborador.

O objetivo é aproveitar o melhor de cada costume e mesclá-los na cultura da própria empresa. Assim, é possível criar uma cultura complementar e única para o negócio. A estratégia vai proporcionar conforto aos colaboradores para se expressarem da melhor forma, sem precisar ferir nem desrespeitar valores pessoais. Isso garante colaboradores mais alinhados aos objetivos do negócio e comprometidos em apresentar resultados.

Identificar forças e extrair o melhor de cada funcionário é uma competência essencial para qualquer líder, inclusive o multicultural. Para conseguir isso, é necessário que o gestor estude as culturas, se aproxime dos colaboradores e demonstre interesse genuíno em aprender e ajudar. Quanto mais conhecimento, mais fácil será adaptar o tratamento e inspirar a equipe inteira de forma positiva.

Ser um líder multicultural vai além de saber lidar com diversas culturas. Um bom gestor precisa valorizar as diferenças e usá-las em prol da organização. Isso forma equipes mais respeitosas, criativas e de alta performance. Lembres-se de que é preciso despir de todos os preconceitos e mergulhar no universo dos colaboradores. Assim, você conseguirá extrair o melhor de cada cultura a fim de alavancar os resultados da sua empresa.

Entendeu a importância do líder multicultural? Saiba que essa posição é ainda mais relevante na hora de expandir o seu negócio para territórios internacionais. Para dominar o assunto, baixe agora o e-book “Processo de internacionalização: tudo que você precisa saber para alcançar a América Latina”. Você vai entender melhor porque é uma boa oportunidade para a sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *