Como traçar um plano de internacionalização para sua startup?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Muitos empreendedores desejam que suas empresas sejam atuantes no mercado estrangeiro. Contudo, para que esse objetivo seja alcançado com sucesso e seus riscos sejam minimizados, um bom plano de internacionalização é imprescindível.

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre as vantagens da internacionalização de uma empresa e dar algumas dicas para que você possa iniciar o plano de internacionalização da sua startup. Confira!

Quais as vantagens de internacionalizar o seu negócio?

Se você ainda está na dúvida sobre as vantagens de internacionalizar sua startup, veja algumas abaixo!

Conquista de novos mercados

Conquistar novos mercados pode ser uma estratégia muito útil para um negócio, pois você expande suas possibilidades de vendas e pode conseguir manter o equilíbrio mesmo em períodos sazonais, que variam de um país para outro, como as estações do ano.  Isso também ocorre em momentos de crise financeira, que pode estar afetando o cenário nacional, sem afetar outros países nos quais sua empresa atua e vice versa.

Aumento das oportunidades de investimento direto

Internacionalizar o seu negócio pode ampliar as oportunidades de receber investimento direto ou até mesmo parceiros interessados em um contrato de Joint Venture (um acordo comercial que beneficia ambas as partes), devido à maior visibilidade de sua marca. Além disso, caso o seu negócio esteja dando bons resultados lá fora, fica mais fácil atrair investidores que acreditem no projeto e invistam em melhorias para ele.

Cria um diferencial competitivo

Um processo de internacionalização bem estruturado, pode trazer excelentes resultados. Consequentemente, isso permitirá também criar um diferencial competitivo para a sua startup, perante à concorrência, já que uma marca global é vista com mais prestígio e reconhecimento.

Como montar um plano de internacionalização para sua startup?

Muitos passos e processos são importantes para a criação de um plano de internacionalização para sua startup. Abaixo, vamos citar os principais!

Analise o perfil da sua empresa

Em primeiro lugar, muitas perguntas sobre sua empresa devem ser respondidas, para ter certeza de que a internacionalização é uma estratégia correta para ela: Seu produto ou serviço é adaptável a outros mercados? Sua empresa tem capacidade de lidar com as demandas de exportação? A cultura do país em questão vai aceitar seu produto ou serviço? Como sua empresa pode se destacar lá fora?

Essas são apenas algumas das questões que devem fazer parte do estudo que você deve fazer do seu negócio, em que entram ferramentas como a análise SWOT, analisando também o mercado internacional. Nesta etapa, a execução de um processo de Due Diligence – que avalia documentos, dados financeiros e contábeis, para diminuir os riscos de uma operação – é essencial.

Defina metas e estratégias

Com base nas análises feitas tanto do mercado quanto de sua empresa, é hora de definir as estratégias a serem adotadas. Que tipo de estratégia de internacionalização você vai adotar? Alguns tipos são:

  • Licenciamento de marca;
  • Abertura de filiais;
  • Franquias;
  • Exportação de produtos.

Neste momento, defina também as metas e objetivos a curto, médio e longo prazo. Ter essas informações claras é fundamental para evitar gastos extras e diminuir riscos.

Faça as adaptações necessárias

Cada país tem uma cultura diferente e, além disso, leis e regras que precisam ser cumpridas. Por isso, mergulhe na cultura do país escolhido e conheça suas leis vigentes, para fazer as adaptações necessárias nos produtos e serviços e, até mesmo, nas estratégias de marketing da sua empresa.

Faça um orçamento do processo de internacionalização

Tenha um orçamento definido para esse investimento e lembre-se de considerar todos os itens necessários para não errar nas contas, como:

  • custos fixos e variáveis;
  • margem de lucro;
  • taxa de câmbio e moeda local;
  • custos administrativos;
  • investimentos em marketing etc.

Busque parcerias

Ter uma boa rede de contatos em diversos países é importante no momento de buscar parcerias para um projeto de internacionalização.

Esteja sempre atento às oportunidades de conversar com pessoas que possam agregar ao seu negócio e faça um mapeamento de possíveis empresas e profissionais que podem aceitar uma parceria neste processo.

Gostou dessas dicas de como montar um plano de internacionalização para sua startup e quer se aprofundar no tema? Baixe o Guia de Internacionalização de Empresas que preparamos para empreendedores como você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *