People Analytics: conheça esta tendência em gestão de pessoas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Em tradução livre, o termo People Analytics significa algo como “análise de dados de pessoas” e tem ganhado força dentro das empresas. O motivo é o seguinte: essa técnica permite identificar padrões, melhorar decisões diárias e reforçar a gestão de pessoas.

No entanto, muitos gestores ainda desconhecem o assunto. Não sabem quais são seus benefícios e nem mesmo como colocar essa técnica em prática. Isso pode prejudicar o desempenho da gestão de pessoas e do negócio, tornando-o menos competitivo.

Nos tópicos seguintes, esclarecemos o que é People Analytics, quais são seus benefícios e como colocá-lo em prática no expediente. Portanto, continue com a sua leitura!

O que é People Analytics?

O RH toma uma série de decisões importantes. Quem contratar ou demitir? Quando treinar ou recompensar? Quando promover ou punir um empregado? Não são decisões fáceis e certamente não devem ser tomadas com base no achismo.

Nesses casos, coletar, estruturar e analisar grandes volumes de dados sobre os recursos humanos é a melhor opção, pois ajuda a reduzir o número de erros e elevar a percepção do gestor sobre o que acontece dentro da empresa – e isso é chamado de People Analytics.

Também é possível afirmar que esse termo se refere à aplicação do Big Data com foco na gestão de RH. Dados sobre os profissionais que estão dentro da empresa ou no mercado são coletados, por meio de diversos canais, para fomentar análises profundas e variadas.

Quais os benefícios para a gestão de pessoas?

Seleção e gestão de talentos

Primeiro, o People Analytics ajuda a selecionar novos talentos e gerenciar aqueles que já fazem parte da empresa. Ao utilizar grandes volumes de dados, é possível identificar quem são os talentos, qual canal é mais fácil contratá-los, quais as recompensas favoritas e qual o perfil daqueles que são promovidos a líderes, entre muitas outras coisas.

Tomada de decisões acertadas

Decidir com acerto não é tarefa fácil. São muitas as escolhas com infinitas variáveis e possibilidades de erro. O People Analytics, todavia, ajuda a tirar o foco do achismo e da ênfase ao que é concreto e real. Por consequência, aumenta a precisão do gestor e reduz os equívocos. Isso não beneficia apenas o RH, mas também os funcionários e a organização.

Redução de custos

Errar custa caro. Quando o gestor ou a equipe de trabalho falha, é preciso refazer o que já deveria ter sido feito, usar mais dinheiro, tempo e energia. Em vista disso, reduzir o número de erros é (também) reduzir os custos operacionais. Isso significa que será possível construir um RH mais enxuto, aproveitar melhor o orçamento disponível e ainda gerar melhores resultados para a empresa.

Como aplicar o People Analytics?

Outra questão importante é entender como o People Analytics pode ser usado dentro da empresa. Em resumo, é preciso de três etapas: coleta, estruturação e análise dos dados.

Tudo começa com a coleta de dados verídicos e variados, por meio de fontes confiáveis. Depois, é preciso estruturar esses dados, de modo que se transformem em informações úteis à gestão. Por fim, é preciso analisar essas informações e utilizá-las dentro da empresa.

Agora você está por dentro do tema. Lembre-se que o People Analytics é uma importante técnica de RH, que se baseia na coleta, estruturação e análise de dados sobre os recursos humanos. Assim, permite uma gestão mais séria, estratégica e acertada.

E então, gostou do artigo? Aproveite para aprender mais sobre gestão de pessoas com nosso e-book: guia completo para o processo de contratação ideal para empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *