Saúde Mental e Ambiente de Trabalho

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Sabemos que equilibrar saúde mental e ambiente de trabalho tem uma grande importância em nossas vidas.Mmas você sabia que uma pesquisa realizada pela OMS demonstrou que a maior parte dos anos de vida produtivos perdidos são atribuíveis à questão da falta de saúde mental no trabalho? 

Além disso, transtornos comportamentais e ligados à saúde mental são a terceira causa de afastamento de trabalhadores. Pois é, talvez a situação seja um pouco mais séria do que você imaginava… Outra pesquisa do Ipsos publicada pela BBC News, diz que pelo menos 53% dos brasileiros declararam que seu bem-estar mental piorou um pouco ou muito em 2020, diante da Covid-19. Isso significa que poucas coisas são feitas dentro das empresas para melhorar isso! Diante desses dados alarmantes, vemos o quão importante é estarmos alinhados e nos preocuparmos verdadeiramente com o bem-estar de quem trabalha conosco. 

Por isso, a separamos algumas dicas pra te ajudar nessa tarefa e fazer com que sua empresa esteja no topo dos rankings de melhores empresas para se trabalhar, afinal, quem não gosta de estar em um ambiente produtivo, com pessoas agradáveis e que te oferecem todo o suporte de trabalho?

Para começar, trouxemos 5 motivos do porquê estar atento à saúde mental dos colaboradores vai colocar a sua empresa no topo:

1 – Employer Branding 

Um bom trabalho de employer branding é capaz de reverberar de diversas formas positivas no ambiente corporativo. Quando a imagem de uma empresa é positiva, mais pessoas passam a querer trabalhar naquele lugar.

Na era da informação, onde cada vez mais jovens procuram por dados como este antes mesmo de ingressar na empresa, é interessante estar de olho em como a imagem e ações da sua marca estão posicionadas no mercado, já que são bons indicativos de como andam as coisas na prática. 

Além disso, quando um colaborador está feliz e satisfeito com o seu ambiente de trabalho ele torna-se um promotor da marca, caracterizando um brand lover dentro do próprio mercado, o que cativa também o público externo. Eventos com ONGs, apoio aos ODS, até parcerias com coletivos e a responsabilidade social, são mensuráveis importantes para aumentar o posicionamento como marca empregadora.

2 – Diferencial competitivo e marca dos sonhos

Embora seja algo importantíssimo, infelizmente não são muitas empresas que se preocupam genuinamente com o bem-estar do colaborador, fazer isso te colocaria em posição de destaque, quando o colaborador cresce, a empresa cresce. 😉 Para isso, é essencial colocar esse tema em pauta, através de sessões com psicólogas, investimento com terapias, pautas em reuniões 1:1, feedbacks… Exercícios e eventos internos são ótimas opções para momentos mais descontraídos e leves.

3 – Redução de custos 

Todos sabemos que contratar colaboradores qualificados não é uma tarefa tão simples e as consequências de uma contração mal sucedida pode trazer prejuízo às companhias, além da produtividade perdida por essa ação. Contratar é complexo e exige tempo e dinheiro. Para evitar gastos desnecessários, as empresas devem focar em diminuir os índices de afastamento e trabalhar na gestão de talentos da sua marca. 

Um estudo conduzido pela OMS aponta que a cada 1 US$ investido em programas de  saúde mental, há um retorno de US$4 para maior produtividade e capacidade de trabalho  à sociedade.

Portanto, promover a saúde mental também pode ser uma decisão financeira inteligente. Investir em um local de trabalho psicologicamente saudável têm um efeito de economia de custos ao reduzir o absenteísmo, presenteísmo e o tão temido afastamento em casos mais avançados.

4 –  Capacitação de liderança e aumento da produtividade

Investir no desenvolvimento dos colaboradores é uma boa pedida para que eles sintam-se valorizados e capazes de realizar a própria função. Com colaboradores capacitados a sua marca ganha destaque por ter profissionais qualificados e pela valorização de seu trabalho.

É preciso ter em mente que a forma de liderar influencia tanto na satisfação dos funcionários, quanto na sua produtividade. Quanto mais capacitado e valorizado o colaborador, mais resultado ele vai gerar. Metas são importantes, mas elas podem ser triplicadas quando estamos funcionando bem.

Um jovem estrangeiro na sua empresa pode ter um impacto significante na moral e clima. Uma pessoa nova tem ideias diferentes, uma cultura inteira para ensinar e pode oxigenar significativamente os setores. Já pensou nisso?

5 –  Crescimento e impacto no mercado

Contando com a qualidade de vida dos colaboradores e produtividade disparada o crescimento e impacto de mercado é quase certo. Para empresas que ainda não começaram um trabalho mais estruturado de saúde mental, a dica é: comece o quanto antes. Comece pequeno, mas não deixe de levar o assunto para o nível estratégico. Estruturar um programa de saúde mental e bem-estar passou a ser urgente e necessário, principalmente para o employer branding e a retenção de talentos, como citado anteriormente.

Após os diversos benefícios que trouxemos acima, agora é a hora de saber como aplicar na prática e garantir que seus colaboradores estejam satisfeitos em fazer parte da sua equipe.

Tenha um ambiente adequado e inclusivo

Ter um ambiente agradável de trabalho melhora a união, o trabalho em equipe e proporciona um ambiente mais respeitoso e inclusivo, além de fortalecer a percepção de marca da sua empresa, tanto para os seus atuais colaboradores como para o mercado de uma forma geral.

Conversamos com Amanda Santos de Paula, estudante do último semestre do curso de psicologia da Universidade Paulista, que diz já ter vivenciado ambientes que não favoreciam sua saúde mental e desenvolvimento intelectual, o que acarretou na queda de produtividade, estresse e até a busca de outro local: “já vivenciei situações de estresse no trabalho e isso afetou muito a minha produtividade, pois as crises de ansiedade se tornaram frequentes” 

As principais causas de doenças mentais podem ser caracterizadas por acúmulo de funções e tarefas, depressão, ambiente tóxico de trabalho e cobranças indevidas, por isso a necessidade de estarmos atentos quando as tarefas rotineiras começam a interferir demais no social ou em nossa vida pessoal”, complementa Amanda.

Assim como um ambiente inclusivo e diverso, gerar senso de pertencimento é importante  para construir e cultivar um ambiente agradável em que, por exemplo, as pessoas sentem que suas ideias são valorizadas e têm liberdade e autonomia de ação.

Trabalhe na comunicação não-violenta

Observar os fatos, sem julgar ou criticar pode parecer uma tarefa complicada, mas evitar generalizações ou exageros, praticando a escuta ativa pode demonstrar preocupação a entender e resolver a situação exposta, e é isso que queremos.

Identificar e expressar com honestidade o que está havendo baseado em dados e não em opiniões pessoais, assim como entender as necessidades dos colaboradores e formular pedidos claros e viáveis podem te ajudar a manter a comunicação ideal no trabalho.

Lidere pelo exemplo e mantenha a linha de comunicação aberta

O primeiro passo para saber se os colaboradores estão com a sua saúde mental abalada é não esperar que o aviso venha deles ou que eles digam a você o que precisam. Isso significa que tanto a empresa quanto a liderança, precisam ser proativas. Um bom líder pode estimular seus colaboradores para que se sintam auto realizados e ajudem a empresa a conquistar seus objetivos.

É preciso ser o exemplo para todos os colaboradores. A partir do momento em que a liderança expõe as próprias dificuldades e vulnerabilidades, torna-se mais fácil para os colaboradores se verem e compartilharem problemas. Além disso, manter uma comunicação aberta e empática pode te ajudar a não ser o último a saber que um dos seus colaboradores não está tão bem quanto você imaginava. 

Previna o Burnout e turnover 

O burnout acontece em situações onde a pressão, o estresse e a exaustão no ambiente de trabalho se tornam rotina, mas não trazem o resultado esperado. É fácil cair em uma mentalidade de que é necessário aguentar todos os desafios profissionais de maneira resistente e sem pedir ajuda. 

No entanto, existe uma grande incompatibilidade entre a maneira como as pessoas funcionam e as demandas de certos trabalhos. A carga horária, a gestão de pessoas e a própria estrutura do ambiente de trabalho podem muitas vezes não só não aproveitar a competência dos funcionários, mas também ser um ponto negativo ao bem-estar mental dos colaboradores ativando o turnover (rotatividade), é tudo o que queremos evitar, não é? 

Invista em programas de Saúde Mental

Poucas são as empresas que se preocupam genuinamente em desenvolver seus talentos para que assumam posições de liderança. Incentivo a terapia, comunicação frequente e treinamentos de maneira geral são práticas  que parecem tão simples, mas que as empresas que realizam de forma genuína, realmente fazem a diferença na vida dos funcionários.

A terapia é uma aliada poderosa nesse sentido, pois um psicólogo especializado nessa área é capaz de ajudar funcionários a se prepararem para assumirem novos desafios e alavancarem as metas da empresa. Atividade física como alongamento e yoga, workshops, treinamentos e horários flexíveis também podem ser um meio de promover a saúde. Toda organização é feita por pessoas e quando há o interesse em desenvolver os talentos, o sucesso é consequência.

Gostou das nossas dicas? Então fique ligado em nosso blog para não perder nada!

Clique aqui e saiba mais sobre nossos programas de responsabilidade social ou seja parceiro!

Latest Posts

Faça parte de uma organização feita
100% por jovens e desenvolva suas
habilidades de liderança.

AIESEC - LOGO e variações-01