Processo seletivo aberto: Conheça a AIESEC

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A maior organização mundial gerida por jovens está com o processo seletivo aberto. A AIESEC é conhecida pela venda de intercâmbios e pela promoção de liderança jovem. No entanto, por dentro dos bastidores, a instituição promove muito além de viagens e líderes. Os voluntários da organização estão inseridos em um ambiente de trabalho estimulante, desenvolvedor e com plano de carreira. Quer saber mais de como funciona a AIESEC? Eu te conto!

Nossos intercâmbios 

Intercambistas da AIESEC
Intercambistas da AIESEC no México/ Imagem: Acervo pessoal da AIESEC

Atualmente, a AIESEC trabalha com três tipos de intercâmbio, o Voluntário Global, o Talento Global e o Professor Global. O primeiro consiste na oportunidade do jovem ir para outro país realizar um trabalho voluntário ligado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, em uma ONG. O segundo é um estágio profissional em outro país, que requer pré-requisitos como idioma e experiência na área de atuação. O terceiro é voltado para pessoas que queiram lecionar em outros países.

Para saber mais de cada programa, clica nos links!

Por dentro da organização

membros da AIESEC
A organização possui conferências que conectam os membros de todo o país/ Imagem: Acervo pessoal da AIESEC

Os voluntários que escolhem ser parte desse time, de início, irão compor a equipe de algum escritório local, do qual eles se inscreveram no processo seletivo. Dentro desses escritórios, que chamamos de comitê local, existem as áreas de: 

Finanças e Legalidade: responsável por cuidar dos custos, auditorias e longevidade do escritório; 

Gestão de Pessoas: área que administra os membros, zela pela boa experiência do voluntário e cuida da cultura organizacional;

B2C – Business to customer: área que faz as ações de marketing a fim de promover a organização e a atração de novos clientes – em alguns casos também existe B2B – negócios de empresa para empresa: área que tem contato com os nossos stakeholders, majoritariamente as ONGs; 

OGV ou OGT – vendas de intercâmbios voluntários e profissionais (dependendo das opções do escritório): pessoas que irão vender e cuidar da experiência dos clientes que decidirem realizar o intercâmbio com a AIESEC; 

IGV – contato direto com as ONGs e intercambistas de outro país: pessoas que manterão contato com as ONGs locais responsáveis por oferecer os projetos que os intercambistas irão trabalhar. Também é a equipe designada para cuidar dos hosts (casas que receberão os intercambistas). 

O que a AIESEC pode te proporcionar 

AIESEC e os ODS
A AIESEC trabalha com os ODS em conjunto com a ONU/ Imagem: Acervo pessoal da AIESEC

Dentro de cada área explicada acima, os voluntários irão aprender sobre habilidades específicas do cargo, a exemplo de discurso de vendas, inbound e outbound marketing e gestão de pessoas. Outras habilidades também poderão ser desenvolvidas, como o trabalho em equipe, organização, comunicação, empatia e demais soft skills. 

A liderança, que é o pilar da AIESEC, também é estimulada durante todo o tempo na organização, e, principalmente, quando os membros coordenam equipes e projetos, sim, os voluntários da organização possuem a chance de atuarem como líderes de equipe, gerentes, diretores e até mesmo presidentes do comitê. Tudo isso é oferecido ao longo da experiência, quando abrem vagas para as aplicações de cargos de gestores. 

Durante o ano, abre semestralmente as vagas para líderes de equipes e gerentes e, no final do ano, abrem as vagas para diretores e presidentes. O legal da organização é que a evolução do voluntário é constante e, um membro que está na AIESEC há 4 meses, por exemplo, pode postular ao cargo de diretor. Então tudo se baseia na sua vontade de aprender e crescer dentro da organização. 

Além disso, os membros também podem ser responsáveis pela organização de eventos e processos seletivos, mais uma vez: tudo se baseia na sua vontade de aprender! 

E na AIESEC é possível fazer parte de diferentes áreas do seu interesse, por exemplo, se começar sendo membro de vendas e depois quiser se aplicar para a gerência de cargos de marketing, você pode! Ou se quiser permanecer apenas na membresia, mas em outra área de atuação, isso é permitido também.

Oportunidades na AIESEC nacional e mundial

AIESEC em outro país
Na AIESEC é possível trabalhar em outro país/ Imagem: Acervo pessoal da AIESEC

Por fim, deixei o mais legal para o final! Como eu falei acima, a AIESEC é mundial, portanto, cada país tem a sua AIESEC nacional dividida em escritórios locais. E, para compor o time da AIESEC nacional, também são necessários membros! Isso mesmo, os voluntários, além de fazerem parte do escritório local para o qual eles entraram, é possível trabalhar para o suporte nacional. E eu não estou falando apenas do suporte nacional do Brasil, você pode se aplicar para qualquer outro país que possui AIESEC! Quer mais? 

Alguns cargos do suporte nacional são remunerados, como os cargos de presidência e diretores e, caso você preste um cargo no suporte nacional da Argentina e passe, além de ser remunerado, você também vive a experiência presencial no país. Sim, essa organização oferece plano de carreira! 

Calma, eu ainda não acabei. Os membros que trabalharem no suporte nacional e cumprirem com todas as obrigações do cargo, são reconhecidos pelo esforço e presenteados com uma taxa de intercâmbio! Sim, o indivíduo precisa arcar somente com os custos da passagem, seguro viagem e demais despesas durante a viagem. 

Agora que você sabe um pouquinho como funciona dentro da organização, inscreva-se em nosso processo seletivo para fazer parte do escritório mais próximo: clique aqui! E comece o seu plano de carreira!

Texto escrito por: Caroline Roxo